Rogue One – Uma história Star Wars

Hi, Ciao, Bonjour, Oi, Hej…. Halo My Friends

rogue-one

Como estava com saudades de falar/escrever isso, mas finalmente eu estou menos atolada de coisas para fazer e pude tomar um tempo para escrever, desenhar, pintar, cantar, dançar, gravar …. Enfim: tempo demais. Mas na terça feira eu fui na pré estreia de Star Wars: Rogue One, com uma amiga minha que so conhece Star Wars pelos nomes e porque eu falo demais sobre o assunto, e bem, ELA saiu do cinema querendo fazer maratona dos filmes porque gostou muito de Rogue One e saiu sem palavras do cinema, para você ver o nível do bagulho. Então vamos a resenha. DICA: Rogue One foi retirado na ideia dos letreiros do episódio IV: Uma nova esperança, e não, não tem letreiro no começo do filme.

SPOILER ALERT – TEM MUITO SPOILER, RECOMENDO PARA QUEM JÁ VIU OU NÃO SE IMPORTA COM SPOILER.

  • Review

rogue-one-grupoCom a introdução de novos personagens rebeldes a história, vemos a trajetória de Jyn Erso (Felicity Jones) desde de sua mãe ser morte e seu pai ser obrigado a arquitetar a Estrela da Morte, ser “criada” por Saw Gerrera (Forest Whitaker), sempre estar foragida até se encontrar com Cassian Endor (Diego Luna), quem posteriormente salva ela para um propósito maior: ela é filha de um dos engenheiros da Estrela da Morte, Galen Erso (Mads Mikkelsen, nosso eterno Hannibal – que falando nisso, eu não consigo ver esse cara fazendo um papel do bem, e ver ele fazendo isso nesse filme foi muito estranho), uma arma até então desconhecida pela Aliança, que tem uma pequena falha – posta pelo Galen para sua filha acabar com a estação. Então eles montam um esquadrão, que posteriormente é chamado de Rogue One, para pegar um mapa da Estrela da Morte com o intuito de achar essa pequena falha.

rogue-one-rebeldiaPorém, todos os eventos acontecem enquanto o Império está na sua ascensão, e fica muito difícil tudo acontecer. Então tudo é um grande risco, tudo é uma grande encruzilhada, até porque é uma missão extra oficial da Aliança, pois muitos participantes votaram para que não ocorresse essa missão que Jyn e Cassian queriam ir. Mas no final a equipe e montada por quem queria que ocorresse e lógico que a Aliança deu um forcinha.

rogue one leia r2.png
O bom desse filme foi o seguinte, como ele se passa exatamente antes do “Uma Nova Esperança” (até porque o finalzinho é exatamente mostrando o lugar e a pessoa que vai ser presa pelo Darth Vader, que vai ser resgatada pelo um certo cara que vai se tornar um mestre jedi e um certo cara que tem um certo amigo peludo, que pegou um certo mapa com uma unidade R2… Ta vendo a linha de raciocínio né?!) muitas questões são respondidas, como por exemplo como eles conseguiram o certo mapa da Estrela da Morte, e porque eles sabiam que deveriam atacar exatamente naquele lugar da Estrela da Morte e que aquele lugar causaria a explosão.

rogue-one-dalenE claro, o ambiente do filme é outro, é totalmente desapego e batalhas, mostra mortes e apenas uma esperança nova: o mapa. Mas todos estão fadados a morrer, até porque onde eles vão a Estrela da Morte é acionada para a morte deles. Então o ambiente do filme é mostrando essa parte mais detalhada dos eventos, em que os personagens conhecem alguns outros personagens que vão morrendo conforme vai passando o tempo. E outra, os disparos da Estrela da Morte são retratadas de um jeito surpreendente, e que, como já falei, os principais/ mocinhos estão lá lutando pela vida deles de um jeito muito mais maduro que o resto dos filmes.

rogue-one-cegoE não podemos deixar de falar da Força, que é retratada de um jeito diferente do que a mostrada nos outros filmes, em Rogue One a Força é uma crença, que os personagens Chirrut Îmwe (Donnie Yen) e Baze Malbus (Wen Jiang) têm. Principalmente Chirrut que é cego e usa a Força como uma forma de ampliar seus sentidos, ele está sempre utilizando a frase: Eu estou com a Força e a Força está comigo, em suas batalhas como forma de amuleto da sorte, em que tudo irá dar certo para ele e para seus amigos. Ou seja, eles sabem da existência da Força, mas a utilizam como se fosse uma religião, não como os Jedi usam: como algo que flui entre todos e poucos a possui, poucas podem usufruir de seus “poderes”, e como algo que dá “poder” ao Jedi.

Não posso deixar de falar também do jeito que o filme aborda outros tipos de Rebeldes: os que levam a palavra ao pé da letra, em que são extremistas e não querem saber da Rebelião, da Aliança, e sim acham que podem seguir seus próprios caminhos, com seus próprios líderes em que atacam o Império quando tem a chance e não com exatamente um plano para isso.

rogue-one-esquadraoE assim, falando de modo geral, o filme aborda tudo colocando um peso sobre as coisas que o Império e a Aliança fazem, pois tudo tem uma consequência que é sentida em ambos os lados, em que equilibra as cenas mais sombrias como as cenas em que o comandante Tarkin tem de pedir para Vader cuidar das coisas do jeito dele, e as cenas em que a Aliança (em meio a todo o caos) está ganhando em pelo menos uma coisa na batalha, mesmo que perdendo em outra. E a introdução dos personagens foi ótima, pois mostra um pouco do passado de Jyn (em que seu pai foi obrigado a construir a Estrela da Morte, sua mãe morta, e ela foragida), ao mesmo tempo que introduz o pessoal que vai ser do Rogue One (K-2SO, Chirrut, Base, Cassian e um piloto ex-imperial, Bodhi Rook (Riz Ahmed)) e alterna entre cenas de esperança, tristeza, alegria e engraçadas.

rogue-one-k2soPosso falar que um dos personagens que mais interage com o público é o Chirrut, pois ele é cego e não acreditam que ele fala da Força e tudo mais, e o próprio K-2SO, pois o robô reprogramado imperial é sincero e verdadeiro mesmo no pior momento possível o tornando muito engraçado e roubando cena em vários momentos.

rogue-one-death-starE a história, conseguiu retratar muito bem aquele “quê” que você sempre se questionou entre as duas trilogias (I, II, III e a IV, V, VI), quis sempre saber o que houve nesse meio tempo, quis mais do Darth Vader fanservice foda demais (ainda mais com a voz original, mesmo que um pouco acabada) e quis saber um pouco mais das raízes da Aliança e do Império. E não posso deixar de falar sobre o final excelente que teve: em que Darth Vader vai matando todo mundo em busca do mapa e o mapa consegue ser entregue a nave onde Leia está, e assim, eu jurei que quando mostrou a silhueta da Leia (a atriz que foi utilizada foi a Ingvild Deila) não iria mostrar o rosto, mas sim, ela vira e fala: ESPERANÇA. Obviamente não era ela, e era computação gráfica, até porque o filme foi feito a 39 anos atrás e a Carrie Fisher está velha (visto em O Despertar da Força ano passado), mas a emoção foi muito grande por ver a careta dela ali na tela, num marco tão especial.

rogue-one-k2-e-jynE outra coisa que não posso deixar de falar é os atores, acho que a escolha dos atores foi muito boa, pois a Felicity conseguiu retratar bem aquela mocinha que tem seus problemas ( que pega essa missão da Aliança num momento de desespero, e pelo seu pai também) que sabe que vai morrer e não vai ser a heroína renomada da história (até porque não é citada em nenhum lugar da trilogia original), Diego foi a mesma coisa, em que mostra o conflito entre ser o bonzinho que segue regras ou não (que tem um peso sob suas ações ou não) e não posso deixar de falar de uma coisa: a escolha dos atores que também apareceram na primeira trilogia é genial, pois ficaram muito parecidos utilizando computação gráfica, podendo citar o Tarkin: Guy Henry foi utilizado, e ficou muito parecido com o original (Peter Cushing), diferente de Wayne Pygram que em “A Vingança dos Sith” não foi utilizado CGI e não ficou parecido. E o ator de Bail Organa, em que ele aparece sendo o mesmo ator (Jimmy Smiths) que apareceu na trilogia prequel.

rogue-one-cena-q-n-existeAH, e outra, a refilmagem do filme ficou evidenciada em muitos lugares, como numa cena do trailer em que Jyn está carregando os planos da Estrela da Morte na praia junto com o seu grupo, ISSO NÃO OCORRE, os planos são projetados diretamente do prédio de comando para os Rebeldes que se encontram fora do planeta.
rogue-one-darth-vaderE o vilão é Orson Krennic (Ben Mendelsohn), que também é envolvido com a Estrela da Morte e envolvido com o passado de Galen também (descobri que essa história é contada num livro Star Wars: Catalyst escrito por James Luceno) e que tenta impressionar Tarkin mostrando e testando a nova arma feita pelo Império.

AHHHHHHHH, R2D2 e C3PO aparecem no meio do filme, o cinema foi a loucura quando aconteceu.

E por favor, gastem um pouco a mais e vejam em 3D, pois a qualidade gráfica (e dos CGI) são muito melhores.

Um beijo, um queijo e que a força esteja com vocês.

 

 

Anúncios

Um pouco sobre a (minha) vida.

Hi, Hallo, Oi, Bonjour … Halo My Friends

galaxy-2.jpg

Eu só queria pedir mil desculpas, pois não tenho postado nada já faz algum tempo, e não é porque eu não quis, mas simplesmente estava numa fase tão ruim da minha vida que tudo (até o colégio) eu tive que trocar. Bom, primeiramente, eu me mudei de Curitiba, sai da casa dos meus pais e vim morar com meus tios e minha prima. Mudei de colégio para uma experiência diferente (do particular para um estadual), pois tudo estava me fazendo infeliz naquele lugar: estudar, amigos, inimigos, boys, professores… Enfim eu precisava de um lugar que me deixasse feliz novamente. Sem contar que a situação lá em casa não estava das melhores, e percebi que tanto eu quanto meus pais precisávamos de um espaço para organizar a cabeça.

E então, em um dia do final das minhas férias – já tinha pensado em tudo: mudar de colégio, economizar nisso ou naquilo, tentar me focar nos estudos, e nada de mudar – cheguei para a minha mãe e falei: Mãe, e se eu fosse morar com a Luana?, dai foi indo, falei com a tia, com a Luana, com o tio, pedi opiniões de outros, arrumei as datas, estudei para as provas, faltei bastante no colégio, e em 1 mês e pouco depois eu estava arrumando as malas para ir para Goiás, Santa Helena de Goiás, interiorzão.

Se estou melhor? Estou. Estou feliz, estou com amigos mais velhos, tenho amigos da minha idade, estou saindo mais, virando mais responsável, pensando mais na vida e organizando ela. Claro que o intuito no começo era apenas fugir, mas logo comecei a receber responsabilidades e deveres que eu não possui e conviver com novas regras. E vi que é difícil começar algo novo, meio que do zero, mas ao mesmo tempo você vê que a vida tem seus altos e baixos, que num momento você pode estar se achando forte e no outro você esta chorando as escondidas. Claro que você não quer, claro que você acha que é forte, mas numa hora você não aguenta, ainda mais quando um turbilhão de coisas vão acontecendo e mudando junto aos seus pensamentos, e logo você precisa de alguém para desabafar, e essa pessoa logo te fala: você está amadurecendo, e meio que você começa a enxergar o mundo de uma maneira diferente. Começa a ver que aquela coisa que tinha tanto significado para você dias atrás, não tem mais nada agora. E isso pode acontecer com qualquer um, pois no momento que amadurecemos percebemos coisas que julgávamos estúpidas e sem significado virarem coisas concretas e significativas em nossas vidas. Pode ser um livro, uma pessoa, uma foto. E logo você começa a ter um melhor conhecimento de mundo, uma visão mais adulta do que está acontecendo com você, e o melhor é que nesse momento começamos e pensar em maneiras para sair disso, em soluções.

No exato momento que comecei a escrever isso não tinha esse intuito, mas ontem estava tendo uma discussão sobre isso, que a vida não é um conto de fadas, ela é um livro, e como em todo livro você ter as ápices e as depressões. Mas o melhor de tudo isso é quando você começa a reler o que escreveu, e refletir, pensando no que pode escrever nas próximas páginas, e bem, enquanto está fazendo isso, você já esta escrevendo alguma coisa, e tudo vira um ciclo. Então na nossa vida temos risadas e choros, temos decepções e superações, arrependimentos e orgulhos, são os nossos altos e baixos, e bem, o melhor de tudo isso é que você é o autor.

Felicidades Antigas

Oi, Bonjour, Ciao, Hi, Cio … Halo My Friends

child.jpg

Bom, primeiramente FELIZ DIA DAS CRIANÇAS! Ficou meio grande pois me empolguei, desculpa. Estava aqui refletindo um pouco sobre a vida (novidade) e realmente estava lembrando de tudo que me aconteceu na infância, não que eu seja velha ou coisa do tipo: EU TENHO 15 ANOS, mas me faz refletir algumas coisas. A começar pela tecnologia, bem, quando eu era menor eu morava em uma cidade mediana (BLUMENAU – SC), e não me preocupava em ter ou não ter, não sabia o que era um computador e batalhei hard para o meu primeiro celular, lembro que no colégio eu brincava de amarelinha mas tínhamos uma tv para assistir um desenho, que era a coisa que eu mais gostava. Meu quarto era cheio de brinquedos e meus pais tinham tempo para fazer festinhas e pegadas do coelhinho na páscoa. Eu lembro de chegar da escolinha ( saudades Princesa Izabel) toda sorridente e rindo, ligar a tv, colocar no Disney Channel e ser feliz na vida. Meus pais se divertiam comigo e não se importavam se a gente morava numa casa pequena ou grande, apenas queriam que fossemos uma família feliz.

Lembro das brigas que tínhamos, e das teimosias que eu apresentava: quando eu não queria vestir alguma coisa, eu não vestia. Inclusive tem uma história engraçada sobre isso que resumida fica assim: estava chovendo e minha mãe falou para eu vestir um casaquinho azulzinho do Popeye, que eu odiava (até aquele dia), e eles so sairiam se eu colocasse, eu teimei, teimei e teimei, e nada de colocar o casaco. Eles entraram dentro do carro e foram, eu fiz o maior escândalo quebrando até óculos escuro que eu tinha e falava que ia chamar a polícia (que na verdade era minha vó) e então meus pais voltaram, eu entrei no carro chorando e minha mãe fez eu vestir a roupa, eu não vesti, a minha mãe jogou o casaco pela janela e eu chorei mais ainda, pq eu queria usar naquele momento, eu me joguei do carro (que não estava nem andando direito) e peguei o casaco da rua molhada e vesti. Para você ver a teimosia.

Criança é uma fase que você quase não aproveita, pois inveja os adultos e quer logo crescer, mas digo, que a minha infância foi muito legal: eu construi uma casa na árvore com meus amigos (sim, não deu certo, e, beijos Otto e Yuri), escalei árvores e acampei várias vezes em parques. Tive minhas cabanas de lençol e meu primeiro console foi um Super Nintendo. Me sujei no barro das obras das casas que minha tia arquitetava (Beijos Tia Ana), e lá também, brincava de personagens inventados por nós (onde eu era a Mulher Batom, que atirava batons nas pessoas, o Yuri o Homem Estrela, que atirava estrelas, e o Otto era o Homem Pimenta, que fazia algo relacionado a Pimentas, que eu não lembro exatamente o que era, e quando minha prima se juntava, ela era a Mulher Maquiagem, que atirava maquiagens nos inimigos). Subi em muros altos, e fiz percursos neles pela casa que tínhamos. Aprendi a andar de bicicleta e me sentia o máximo, almejando o final de semana para ir ao parque. Tive vários gatos e cachorros, tive pintinhos, coelhos e tartarugas também (graças a minha vó que me deu pintinhos e um coelho). Desci morros de Rolimã, ou de Skate. Ralei meu joelho várias vezes, rasgando algumas roupas no caminho. Sofri Bullying quando o Bullying não era crime. E ainda por cima brinquei de arminhas de água e guerra de balões de água quase toda semana.

Fui batalhar meu primeiro celular quando tinha uns 7 anos, lembro que era um tijolo e tinha jogo da cobrinha, mas eu não me importava. Brincava de Bafo no colégio para trocar as figurinhas dos meus álbuns almejados. Trocava cartas de Pokemon com os amigos também. Montei um balanço uma vez nas árvores e pegava goiaba do pé. Joguei bets na rua, poucas vezes, mas joguei. Não me importava com o que não tinha, mas sempre fui pidona (sempre com a palavra querer na boca). Lembro que ganhei meu computador, aqueles grandões mesmo e nem usava direito, acho que tinha uns 6/7 anos quando ganhei um notebook do meu dindo (obrigado Dindo) e jogávamos Priston Tale nele, fazendo jogatinas de madrugadas em claro, cada um num computador (lembro que eu e os meninos usávamos o notebook, usavam um da mãe e usávamos a tela da tv com a cpu que tínhamos). Lembro de ir em lan house para jogar alguns jogos quando ia a Videira. Lembro também de alugar vários DVD para poder ver filme. NOSSAAAAA LEMBREI DE OUTRA COISA: A gente tinha um clubinho em cima da casa da Tia Ana, que para subir precisávamos escalar um muro de uns 3 metros, eu lembro que era baixinha demais e não alcançava o pé, e os meninos me ajudavam.

Bem, vou parar por aqui porque a coisa está ficando grande. Eu não me arrependo de nada da minha infância, reviveria ela novamente do mesmo jeito, porque nada melhor que se sujar com carvão enquanto escreve na calçada, ou jogar futebol de sabão, OU DORMIR NUM LUGAR E ACORDAR NO SEU QUARTO (MELHOR COISA). Se fossem pedir a minha opinião quanto a criançada hoje em dia eu falo mesmo: eu posso não ser da geração dos meus pais, que não tinha nem internet (porque eu tinha internet, mas nem usava e era ruim) nem nada, mas posso dizer que vivi entre a evolução da tecnologia mas tive um pouco da realidade da infância dos meus pais, mas hoje em dia, vejo que as crianças que tem 2 anos e tem celular na mão, pedem o celular dos pais para ver coisas na internet, e os próprios pais levam um banho por os pequenos saber mais que eles. Acho que a criançada vai ser meio mimada demais, e bem, cada vez menos realmente vão saber o que e cair na lama e desejar mais, ou andar de bicicleta e ralar o joelho num parque. Então eu posso dizer: FELIZ DIA DAS CRIANÇAS AO MEU EU PASSADO, E FELIZ DIA DAS CRIANÇAS A TODOS QUE AINDA TEM ESPIRITO DE CRIANÇA, E FELIZ DIA DAS CRIANÇAS AOS PEQUENOS DE HOJE EM DIA. 

Stranger Things

Hallo, Oi, Hey, Cio, Ciao … Halo My Friends

stranger-things-banner

Bom, mais uma série, sim, mas dessa vez é uma série muito boa, que conquistou meu coração nos primeiros minutos e foi com ela que conquistei minha meta de madrugar vendo uma série e só dormir quando termina-la, sozinha em casa. E bem, e consegui. Tudo começou com minha prima me enchendo o saco dizendo que eu precisava ver a série, pois era muito boa, então eu perguntei onde ela estava, dai ela falou: já vi 30 minutos. Eu falei para ela parar, esperar eu tomar banho e vermos juntas… e vermos quem termina primeiro. Sim, era um campeonatinho.

Lá fomos nós, 2 da manhã, ela já tinha 30 minutos e poucos de vantagem, e eu ficava tentando tirar sua atenção, e ela a minha. Deu 3, 4, 5 da manhã e as duas firmes e fortes. Foi quando estava perto da 6 ou 7 horas que minha prima foi dormir, não porque estava cansada, mas porque seu pai estava acordando e ela não queria que ele visse ela acordada. E então a vitória foi de quem? Euzinha aqui. Bem, eu fui das 2 da manhã até as 9:35 por ai acordada. Dai eu desliguei tudo fui dormir quase 10 da manhã. E bom, vamos falar um pouco da série.

  • História

todos juntosTudo começa com 4 garotos jogando RPG e eles tem que ir embora por ser tarde demais e teriam escola no outro dia. Will, Lucas e Dustin vão embora da casa de Mike de bicicleta. Porém, no outro dia, Will não aparece na escola, e sua mãe percebe que nem em casa ele estava. É quando Jonathan (irmão de Will) começa a confortar a mãe que começa a ficar louca por causa de ter perdido o filho. Quando Will tinha chego em casa na noite anterior, nem a mãe, nem o irmão estavam nesta e ele já tinha chego esbaforido em casa por ter visto um bicho estranho na sua frente. E então ele estava desaparecido. Estranho não? Pensa, num lado temos a mãe do Will fazendo de tudo para achar o filho e ficando louca dizendo que seu filho não está morto como todos acham, do outro temos seus amigos tentando achar o amigo por si próprios.

gooniesA atenção muda para uma garota, muito misteriosa, que rouba comida de uma lanchonete, e o dono e flagra e chama a assistência social. Mas a assistência social é uma farsa, sendo na verdade o governo, já que a garota é “deles” pois é perigosa e uma experimentação dos mesmos (usam ela para fazer experimentos já que ela pode fazer coisas com a mente )e a garota volta a fugir. Encontra os 3 garotos no meio do caminho, e eles a ajudam. Mike leva ela ao seu porão onde garante sua segurança, a garota não fala praticamente nada e é muito misteriosa.

clube dos cincoEm outro lado temos a irmã do Mike, que está “namorando” com um dos garotos mais bonitos da escola, e deixando sua amiga de lado. Certo dia vão a casa desse namorado, mesmo Bárbara não querendo muito, e começam uma pequena social/festinha/pool party na casa dele. E na região temos o Jonathan, fotógrafo, tirando fotos de onde a bike do seu irmão foi encontrada, e ele ouve gritos vindo da casa. E ele fica escondido nas árvores. Todos entram (menos Jonathan, pois ninguém sabe da existência dele ali) e então a irmã de Mike vai subir ao quarto do namorado e deixa a amiga de lado.

jonathan e nancy.jpg Esta volta a parte da piscina e desaparece. E Jonathan registra segundos antes de ela desaparecer, e registra também algumas cenas picantes entre a Nancy (irmã de Mike) e o namorado. No outro dia ele é pego por uma amiga do namorado de Nancy e eles quebram a câmera dele. E humilham ele na frente da garota, que vê em uma das fotos a amiga e guarda para si. Logo depois procurando Jonathan para perguntar da foto. E bem… o resto eu não irei falar.

Se passa em: Montauk, Long Island

  • Minha conclusões

O elenco é novo, eu nunca tinha visto nenhum deles na tv, ou qualquer lugar. O ator que faz o Jonathan me deixou intrigada até eu concluir que ele se parece com o Norman Reedus. Aparentemente, a série foi otimamente ótima recebida no Brasil, pois todos os atores e atrizes estão compartilhando nas redes sociais, uma bandeira do Brasil e dizendo Obrigado. A Eleven é muito fofinha, e ela com o Mike é mais focinha ainda, pois ele é o único que tem paciência com ela, que fala certinho com ela, enquanto os outros dizem que é um erro trazer ela para ali. Amei o Dustin por ele fazer várias referências nerds, como à Star Wars. E, a série em si faz muitas referências a diferentes filmes dos anos 80, como A coisa, os Goonies, E.T, Alien, Clube dos Cinco, Tubarão, Poltergeist,etc, inclusive os próprios diretores ( Matt e Ross Duffer, são gêmeos) falaram que na apresentação da série a Netflix ele juntaram vários clipes dos filmes para poder ilustrar a ideia deles para a série. Assim, na minha opinião a série não da medo, nem susto, pois eu não tenho medo dessas coisas, bem pelo contrário tenho fascinação por esses assuntos diferentes. Mas algumas pessoas não conseguiriam sair da cama por exemplo. E eu preciso da próxima temporada, por favor. Que já falaram, inclusive, que ela fará 1 ano de “pulo” na cronologia.

  • Elenco

cast st.jpg

  1. Finn Wolfhard – Mike
  2. Gaten Matarazzo – Dustin
  3. Noah Schnapp – Will
  4. Caleb McLaughlin – Lucas
  5. Millie Brown – Eleven
  6. Natalia Dyer – Nancy (Irmã do Mike)
  7. David Harbour – Xerife
  8. Charlie Heaton – Jonathan
  9. Winona Ryder – Joyce (Mãe do Will)

Um beijo, um queijo e um algodão doce para vocês.

Recado Rápido!

Hi, Hello, Bonjour, Cio, Ciao … Halo My Friends

pare.jpg

Bom, estou dando esse recado rápido pois senti necessidade de fase-lo, o que aconteceu com o blog vocês devem estar se perguntando. Bom, dia 5, como alguns sabem, eu viajei para a Flórida e fiquei 10 dias viajando por lá com meus tios e primos de coração, ou seja voltando dia 15. No dia 14 entramos no avião, chegando no dia 15 em Florianópolis (onde chegava nosso avião, e como chegamos no meio da tarde, sair de Floripa é muito difícil no horário de pico, ali pelas 5 até as 7 horas, e como chegamos as 16:30 e a casa do meu dindo (quem foi nos buscar) é meio longe do aeroporto não daria para sair antes da 8 da noite pelo menos, porém, contudo, toda via, Cecilia aqui dormiu quando chegou na casa do dindo e só acordei quase as 23, ou seja não poderíamos voltar no mesmo dia. No dia seguinte acordamos e fomos a Blumenau buscar os nossos cachorros que estavam na minha vó, e ficamos um tempo lá esperando a vó se arrumar já que iria subir para Curitiba, e bem saímos eram 18 horas por ai.

Ou seja, o meu objetivo era, voltar para casa já no dia 15, ir para o fórum de ensino religioso e o ensaio a capella que tinha no colégio, já fazer posts para o blog e vídeos para o canal, porém como voltamos sábado, eu só tinha domingo para colocar as coisas do colégio em dia, o que não aconteceu. Na segunda, tinha simulado a tarde inteira, e de manhã uma prova. Então eu estou demorando um tempinho para me arrumar nos horários e na minha vida. Pois mesmo antes da viagem eu estava com a cabeça pensando tão la na frente (na viagem) que deixei de fazer várias coisas.

Então me desculpem pela minha ausência, tanto no blog quanto no canal, mas era isso que eu queria falar. E também ja vou adiantando, eu tinha prometido fazer vários vlogs lá nos EUA, porém, meu pai meio que “roubou” a minha câmera e então o que vocês irão ver será várias gravações dele, porém o bom é que tem eu nas gravações também, e são boas gravações. E aqui no blog, terá diário de viagem – depois da viagem, SIM VOU PENSAR NUM NOME MELHOR. Mas é isso.

Um beijo, um queijo e um baconator para vocês.

The Walking Dead – S06E06

Bonjour, Ciao, Oi, Cio, Hey, Hi … Halo My Friends

twd 6

Vamos continuar a saga: “Amanhã tem The Walking Dead e eu tenho o objetivo de terminar esses reviews de episódios para já poder fazer o de amanhã!” Yay… Então vamos parar de enrolação pois tenho mais 3 episódios para resenhar, vamos lá.

  • Review

daryl com abraham e sasha atrasAbraham, Daryl e Sasha estão conduzindo a horda de zumbis e se afastam um pouco, logo ouve o barulho de tiros sendo disparados contra eles, cerca de 3 carros estão os seguindo, Daryl segue uma direção diferente enquanto é seguido, cai da moto e passa por zumbis no meio do caminho, Sasha perde a direção do carro e os dois, Abraham e Sasha já saem atirando nos caras, Daryl ainda na moto atira nos caras que estão seguindo e Daryl segue para um floresta e logo segue a pé carregando a moto.

daryl amarradoEsconde a moto no meio de arbustos e quando vai fazer um curativo em seu braço, ele ouve um barulho e vai de encontro com o barulho, duas garotas que falam algo para distrair ele enquanto uma terceira pessoa o nocauteia por trás. Daryl acorda amarrado com o cara (Dwight) chamando por ele que eles iriam caminhar, logo dão água para ele, e chegam a um lugar onde a Patty (amiga deles) morreu para os zumbis e Tina (uma das garotas) tem uma hipoglicemia e precisa da insulina, porém Daryl sai correndo com a bolsa para fugir, ele se desamarra e com dificuldade pega a besta da bolsa para atirar em um zumbi, logo ele vê a insulina e volta para o grupo e pede algo em troca, e Dwight dá a ele uma escultura que estava fazendo.

daryl pedindo esculturaEnquanto isso, Sasha e Abraham rastreiam Daryl até a floresta e desistem, indo para a cidade e deixando rastros para Daryl achar eles, e entram em um prédio onde tem um zumbi preso em um cômodo de vidro. Sasha se deita mas não dorme. Capangas (provavelmente os salvadores) chegam e cercam eles, Daryl mesmo não querendo ajuda, Tina, Honey e Dwight, devolve a arma para Dwight e distrai um dos caras (Cam) que estava vindo na direção de um zumbi preso e este é mordido, chega Wade e cortar braço dele e os dois saem.

abraham com armasAbraham vê pela janela um caminhão de armamento e vai para lá, tem várias granadas e charutos e ele vê um zumbi preso com o lança granada, o zumbi se mexe tanto que cai de cima da cerca e deixa o lança granada e Abraham volta feliz ao apartamento. Daryl percebe que estão cercados mas eles escapam, encontram o lugar onde as crianças que as irmãs cuidavam estavam mortas e Tina, ingenuamente, vai deixar flores para Carla e Delly (zumbificadas, dentro do que parece um treco de vidro bem fino cobrindo elas) e os zumbis a atacam, e a Tina morre.

daryl sendo rendidoQuando Daryl e Dwight estão fazendo os buracos para os corpos, Daryl começa a falar sobre Alexandria e faz as três perguntas: How many walkers have you killed? How many people have you killed? Why? (Quantos zumbis matou? Quantas pessoas matou e porque?) e Dwight responde que vários zumbis, nenhuma pessoa e porque não teve necessidade. Daryl mostra a moto e começa a ligar ela, logo ouve o barulho de click atrás dele e quando vai pegar a besta Dwight e Honey já renderam ele, e logo ele entrega tudo. E fala aos dois que irão se arrepender mesmo de ter roubado ele.

cena final abraham.jpgAndando pela floresta apenas com a faca, acha o furgão de gasolina que os dois haviam falado anteriormente no meio de uma conversa e sai a procura de Sasha e Abraham. Logo acha o lugar e Abraham está vestido com roupas chiques de oficial e os três saem pela estrada no furgão, Daryl tenta se comunicar e recebe uma voz (que sabemos agora que é de Eugene) pedindo ajuda.

Mais um episódio já foi, faltam mais 3, 7-8-9 vou conseguir eu juro!

Pasta de The Walking Dead para outros episódios.

Um beijo, um queijo e uma torta.

 

 

The Walking Dead – S06E05

Hello (It’s Me… Parei), Hey, Oi, Ola, Bonjour … Halo My Friends

twd 6

Vamos continuar a saga, “amanhã eu tenho aula de manhã (sim, ensino médio é assim mesmo, aula de artes e fórum de Ensino Religioso em um total de 2 sábados ao mês, ridículo eu sei, das 8 até 11 horas, mereço) mas não irei desistir de conseguir fazer este post para postar e terminar de editar o próximo vídeo e no domingo estar tudo pronto” Yeah, vamos lá, continuar a outra saga que fala o seguinte “me desculpem não ter postado o post seguido do episódio eu estava com preguiça e em mês de provas” Yeah novamente. Vamos ao Review logo… Claro. Lembro que esse episódio foi bem parado, então não contarei com detalhes tudo que aconteceu até porque não tem muita história.

  • Review

rick trazendo a hordaEpisódio começa com a Deanna subindo na torre de vigia onde algumas pessoas estão conversando e tudo mais, logo começam a ouvir: “Abram o portão!” várias vezes e vai a imagem do Rick correndo e atrás a horda de zumbis que seguiu ele e estava indo a Alexandria, o portão é aberto e Deanna fica inconformada, todos os zumbis ficam ao redor dos portões. Rick começa a reforçar o muro e Tobin o ajuda e fala sobre as primeiras impressões de Rick. As pessoas começam a se juntar vendo o muro ser reforçado e Rick dá uma lição para elas, dizendo que os muros são fortes mas é por precaução.

deanna planos.jpg

Planos da Deanna. Frase do poeta romano Ovid que vem da frase:  “Perfer et obdura, dolor hic tibi proderit olim” que traudzida significa: “seja paciente e resistente; um dia esta dor será útil para você”

Jessie leva corpo da lobo que matou para cemitério onde encontra Rick e ele informa que os corpos não são enterrados lá, pois não enterram assassinos dentro dos muros. Mercado está racionando comida mas alguns habitantes estão muito revoltados por esta mudança e Spencer diz que eles precisam racionar para poder durar mais e conscientiza as pessoas. Maggie está construindo armas para poder escapar e Aaron vê, assim com vê as pessoas escrevendo os nomes dos habitantes que já morreram, Aaron encontra Maggie no arsenal e fala que vai ajuda-la mas ela não quer ajuda e mesmo assim ele insiste dizendo que conhece o lugar para sair seguramente. Deanna da a louca a começa a fazer planos da sociedade perfeita que seria Alexandria, a criar planos.

 

Ron está brincando com a faca quando Carl chega perguntando de Enid, e Ron começa a ficar puto, dizendo que ela era namorada dele e tudo mais, Carl fala que vai procurar por ela e Ron enfrenta ele, eles fazem um empurra-empurra e Carl ganha, Ron dá a real para ele, dizendo que terá que contar a Rick e que ele irá atrás de Carl e pessoas irão morrer e Carl repensa no assunto.

tara e deniseDenise está tentando estudar as possíveis causas de um paciente estar daquele jeito e Tara chega dizendo para ela não desistir. Jessie está andando pela comunidade quando vê sangue no vidro de uma das casas e é Betsy que estava como zumbi, Jessie a mata e da um discurso para as pessoas aterrorizadas que estava lá: dizendo que não podem ignorar a realidade.
ron atirando.jpgAaron mostra o esgoto para Maggie e os dois se deparam com dois zumbis e se livram deles, Aaron se machuca e logo chegam ao final do esgoto e Maggie desiste. Denise então descobre o que fazer para o paciente e encontra Tara para beijá-la e isso ela faz. Rick tenta fazer contato com Glenn, Sasha, Daryl ou Abraham por um ponto de vigia mas não obtém sucesso e Ron chega para falar sobre o plano de Carl e para pedir para Rick ensinar ele a atirar para proteger a sua mãe e irmão (mas sabemos que ele quer matar o Carl) e Rick tira as balas de seu revólver e da a Ron “brincar” um pouco e ver como que é.

aaron e maggie.jpgAaron e Maggie conversam e Maggie revela que está grávida e que não tem nenhuma lembrança de Glenn, e alguns zumbis ouvem e avançam sobre a porta do esgoto. Jessie fala com Sam enquanto leva cookies para o garoto e ele não quer saber de conversar sobre. Deanna a noite acha um zumbi enquanto está levando as coisas que o filho roubou do mercado para o mesmo, uma garrafa e o resto cai no chão e Deanna pega a garrafa e enfia mil vezes no zumbi e Rick chega a termina com ele. Maggie e Aaron conversam na vigia e Maggie desce para apagar os nomes de Nicholas e Glenn do muro e Aaron junta-se a ela. Rick vai falar com Jessie e no final se beijam. Deanna da a louca no portão batendo nele e quando sai a câmera da zoom no sangue escorrendo pelo muro.

Então é isso, mais um episódio, menos um peso para o meu coração continuar batendo e me senti realmente aliviada, será que consigo o resto dos episódios até amanhã?!

Pasta de The Walking Dead para os outros episódios.

Um beijo, um queijo e um leite condensado para vocês.

 

 

 

 

Um conto de natal

Hi, Hallo, Oi, Ola, Cio, Bonjour … Halo My Friends

i know.png

Faltando exatamente meia hora para o natal, decidi fazer este pequeno conto de natal.

“Estava frio, muito frio, meus pés estavam congelando dentro do alto salto que estava utilizando, a neve lá fora me atraia de algum jeito, e fui porta afora. Mesmo com todo o frio possível sai na neve, coloquei um sobretudo por cima do shorts, camiseta e suéter de natal que estava usando, peguei um chocolate quente e saí pela porta de correr, um vento me atingiu. Sentei-me numa cadeira perto da porta, troquei os saltos por uma bota que havia deixado ao lado da porta e tomei meu chocolate quente.

Ouvi um barulho vindo do meu bolso, era o som do Star Wars como toque, e eu imediatamente já sabia quem era, “ele” estava me chamando novamente por uma conversa divertida que sempre tínhamos, a cada mensagem eu sorria, e mesmo sabendo que ele estava do outro lado do globo ele estava tão perto. Conversamos sobre pokémon e sobre Star Wars, eu inconscientemente sorria. E foi quando me chamaram para comer, mesmo sem fome eu fui, mas ao mesmo tempo não queria sair dali. O frio não estava me consumindo, e meu chocolate quente estava esfriando minhas mãos. Entrei com os sapatos na mão e logo tirei o casaco e calcei novamente os saltos. Comi bem pouquinho, e bem devagar, já que ainda estava falando com ele. Faltando alguns minutos para começar o natal lá no lugar que estava, ele me desejou um feliz natal. E falou que tinha que ir, fique triste, e continuei no meu canto. Falei para dormir bem e ter bons sonhos e me desejou o mesmo. Ele fora dormir e eu ainda estava numa festa que nem estava prestando atenção. A música tocava, as pessoas conversavam. E eu com o celular na mão e desenhando um pouco.

Na mesa tinha doces e salgados, e um bom jantar, mas não me importei de sair dos salgados e doces. Afinal para mim o natal significa a reunião da família e não muita comilança. Quando deu meia noite aqui no país, recebi uma mensagem. Meu coração acelerou, o sorriso brotara na minha cara, e minhas mãos estavam tremendo – e não era por causa do frio, mesmo que dentro de casa estivesse quente. Na mensagem continha um coração gigante e logo um ” I Know” que mesmo querendo falar “I Love You” respondi ” I Know” e mandei um coração novamente. Era nosso jeito de demonstrar o amor.”

Um beijo, um queijo e um feliz natal para vocês.

Sense8

Hallo, Oi, Ola, Bonjour, Cio, Hi … Halo My Friends

sense 8

Imagine se 8 pessoas no mundo tivessem suas mentes conectadas entre si? E começassem a começar a trocar de lugar uma com a outra, saber idiomas que elas conhecem, compartilhar sensações e até se apaixonar por alguém desconhecido que sabe todos os seus segredos? E outra, são de nacionalidades diferentes, com idéias diferentes, de diferentes gêneros, com diferentes profissões e, a mais importante, diferentes habilidades e personalidades? É isso que a série Sense8 quer transmitir e fazer você sonhar, ou até querer que fosse verdade, com esse fundamento.

Há alguns dias eu terminei a primeira temporada da série original do Netflix chamada Sense8, já tinha ouvido falar que era bom, que era foda, que era demais. Mas comecei a ver e nos primeiros episódios não estava entendendo nada, até porque eu não sabia do que a série tratava-se, até começar a ver, e me apaixonar. Para terem uma idéia eu terminei em no máximo 3 dias, mas se não me engano foram 2. Então vamos ao review. Primeiro irei falar da história e depois dos personagens.

  • Review

ultima cenaTudo começou com uma visão da morte da misteriosa mulher chamada Angelica. Todos os Sensate, como são chamados, tem essa mesma visão dela se matando, Jonas – um cara que era apaixonado por ela – tenta impedi-la mas é em vão. Então a partir daquele momento os Sensate nascem, no mesmo dia e na mesma hora – dia 8 de agosto, hora não lembro. Mas é essa visão que começa a atormenta-los, e logo a ligação entre eles é “acionada” mentalmente e emocionalmente.

Primeiramente começam a ouvir o que outro está fazendo, por exemplo, se um deles está num lugar barulhento alguns irão ouvir, e logo começam a achar que estão ficando loucos. E próxima coisa é as sensações que transmitem, por exemplo, se um esta feliz, possivelmente alguns estarão felizes sem motivo. O próximo passo é a “personificação” da pessoa no lugar, tipo eles aparecem no lugar em que a pessoa está e interagem com ela, mas as outras pessoas não podem ver essa “personificação”, e muitos começam a achar que estão loucos de novo. O próximo é “encarnar” no corpo do outro, ou seja, trocar de lugar com ele se necessário. No começo, apenas uma pessoa visita a outra, depois começam a conseguir essa conexão com mais de um.

Claro que é tudo mentalmente, mas salva a pele de muitos ao longo do caminho. Bom, eles são um grupo e tem que proteger-se de qualquer forma, mas uma ameaça grande aparece, um cara chamado Whispers, que quando o Sensate olha no olho dele, este toma conta dos pensamentos dele e faz experimentos com ele, então tecnicamente Whispers tenta exterminar os Sensate.

No meio da temporada, Jonas explica a origem dos Sensate, o que é muito legal. A origem dos Senate pode ter sido antes até dos Humanos que vemos hoje, e é por isso que os que sabem a existência deles, acha que devem ser estudados e que são aberrações. Então, a temporada inteira gira em torno da proteção e a exploração das habilidades dos personagens, que já falei quais são os estágios. E, é claro, tem o moço e a moça que se apaixonam e tudo mais.

  • Personagens

Capheus “Van Damme” – Aml Ameen

montagem do van dammeVan Damme é um queniano, que faz de tudo para conseguir proteger sua mãe que está com AIDS, e os remédios são caros. É motorista de uma van, que no começo não se dá muito bem, já que seu concorrente é melhor e mais protegido, porém sua primeira visita faz com que ele lute de um jeito que nunca lutou antes e então consegue sucesso na sua van, e consegue comprar os remédios para a sua mãe. Para mim, é um dos meus personagens favoritos, pois é humilde e meio engraçado, quando visitou Londres pediu se podia tomar o chá deles e falou que estava meio frio, e também ele é o mais pobre entre os 8, e sempre corre perigo na Quênia. E tem um forte senso de justiça.

Riley Blue (ou Gunnarsdóttir) – Tuppence Middleton

montagem da riley.png

Uma islandesa Dj que tem um passado complicado, já que acreditava que era amaldiçoada depois que sua mãe, seu marido e seu filha morreram – a mãe quando era pequena, o marido quando ia dar a luz e capotaram o carro morro abaixo na Islândia no meio do inverno e seu filha, assim que nasceu e Riley teve que andar pelas montanhas para tentar achar alguém, e no processo ela quase morreu e sua filha morreu congelada. Riley então foi a Londres tentar construir a vida logo teve uma queda por Will. É envolvida com drogas e adoro que seu pai toque para ela piano, já que é pianista. Certo dia, depois de seus amigos serem mortos por um traficante na frente dela, ela roubou o dinheiro e as drogas e jogou as drogas fora, e então deu o dinheiro a um senhor que estava tocando piano no subterrâneo. Riley é a personagem que eu mais gosto, pois me identifiquei muito com ela, sua personalidade de garota forte porém ás vezes desaba fácil, e também pelo fato de morar em Londres. Sua primeira conexão foi com Nomi onde viu Amanita.

Nomi Marks – Jamie Clayton

montagem da nomi.png

Foi uma das primeiras que teve que ser resgatada, logo após de estar no meio do Orgulho Gay e ver Jonas e cair da moto que estava com a namorada. Logo após, diagnosticam ela com uma doença no cérebro, por ser Sensate havia uma anomalia no cérebro, mas claro que os humanos não sabiam disso, e é salva pela namorada, mas tem a ajuda de Will, toma conta do seu corpo e tira as algemas dela e sai do hospital antes da cirurgia. É uma transexual lésbica, que luta pelos direitos LGBT, é hacker ativista e blogueira política. Sua namorada Amanita é a mais compreensiva em questão da visões e dos outros Sensate que falam com ela. Tem grande atitude e quando nasceu era Michael, tem uma mãe bem babaca que não aceita a escolha que a filha fez. Vive em São Francisco.

Sun Bak – Donna Bae

montagem da sun

Sun é filha de um grande empresário em Seul, trabalha na empresa do pai, porém não é reconhecida com sua filha, pois seu pai desmerece ela pelo fato de ser mulher. Sua mãe morreu de câncer e era a única que realmente se importava com Sun e suas últimas palavras foi para pedir que Sun cuidasse do irmão, e foi por isso que foi para a cadeia, decidiu assumir a culpa do acidente que o irmão estava fazendo – roubando o próprio pai – e assumiu como se fosse ela para a empresa do pai não desmoronar. Sua primeira conexão foi com o queniano (se não me engano) quando ele estava precisando de ajuda, já que estava apanhando e foi assim que Van Damme conseguiu respeito onde mora. Secretamente Sun é lutadora noturna – muita boa lutadora -e a única coisa que sente falta quando entrou na prisão era seu cachorro. Tem uma personalidade forte e raramente se abala.

Will Gorski – Brian J. Smith

montagem do will.png

Policial em Chicago, quando criança foi assombrado por visões de um caso de uma pessoa chamada Sara Patrell, que foi “examinada” por Whispers e o caso nunca foi resolvido por seu pai. Seguiu a carreira de policial assim como seu pai, e tem um grande coração, apesar de uma relação difícil com seu pai. Sua primeira conexão é com Riley na cena do crime envolvendo Angelica, onde ele vai até lá e vê ela. Seu parceiro acha que está ficando louco por falar sozinho ou fazer gestos sem ter nada na sua frente. Will acaba se apaixonando por Riley e é claro que no final vai atrás dela. Tem uma grande personalidade, e é ele que sem querer entrega Jonas a Whispers, pois Jonas era um procurado pela polícia. Depois Jonas começa a ajudar os outros através de Will, porém surgem rumores que Jonas está jogando para o lado de Whispers, porém depois descobrimos que ele não está, mas sim, fingindo a Whispers que está mas na real ajuda Will que ajuda o grupo a fazer a coisa certa. É ele que resolve o caso envolvendo a matança que Riley testemunhou no dia.

Wolfgang Bogdanow – Max Riemelt

montagem do wolfgangUm chaveiro e ladrão em Berlim, que junto com seu amigo Felix, que conheceu na detenção do colégio, consegue decodificar o código do cofre mais inquebrável, batendo o recorde que seu pai não conseguiu. Wolfgang teve uma infância difícil, já que seu pai era um babaca, que só seguia 5 fundamentos: comer, beber, cagar, fazer sexo (para não falar uma palavra feia) e lutar por mais. Certo dia, Wolfgang mata o pai e coloca dentro de um carro e queima o carro, e Wolfie ainda era criança/adolescente. Então ele e Felix são bons ladrões e Felix é um bom amigo. Sua primeira conexão foi com a indiana Kala e foi quando estava cantando “What’s Up” mais conhecido também por “What’s going on?”. Wolfgang é meio pervertido e começa a se apaixonar por Kala. Até impedindo indiretamente o casamento dela, onde ela viu ele pelado e desmaiou, mas ninguém sabia o real motivo dela ter desmaiado. Apesar de tudo Wolfgang tem uma grande personalidade e é forte, não tem medo de matar alguém.

Kala Dander – Tina Desai

montagem da kala.png

Uma cientista farmacêutica, que vive em Mumbai na Índia e adora o seu “Deus” chamado: Ganesh. Está em uma situação difícil em que vai se casar com Rajan, um cara filho de um CEO e bem rico, porém ela não ama ele, e todos de sua família acham que ela gosta de ele, e que vai se casar por amor, porém é mentira, ela só quer agradar a família. Sua primeira conexão é com Wolfgang em que ele vê ela cantando, depois ele aparece em sua cama nu, apenas coberto por um lençol e Kala começa a se questionar se não está começando a gostar de Wolfie, logo nenhum dos dois sabem o que realmente sentem um pelo outro. Apesar de não estar apaixonada por Rajan ela continua com ele, mas seu casamento é cancelado da pior maneira possível, o pai de Rajan morre perto de Kala falando sobre querer cancelar o casamento, e logo Kala faz com que cancelem o casamento. Ela e Wolfgang tem essa grande conexão porém só aparecem para o outro na hora que estão precisando.

Lito Rodriguez -Miguel Àngel Silvestre

montagem do litoAtor, que todas as garotas mexicanas com em amores por ele, porém sua realidade é diferente: ele é gay, e tem Hernando, seu namorado. E um namoro de fachada, porém logo Daniela começa a se apaixonar por Lito, e descobre que ele é gay, e decide entrar num triângulo amoroso, e passa a morar com Hernando e Lito, e tanto Hernando quanto Lito começam a tomar afeições pela amiga colorida deles, e descobrem que ela sofria na mão do cara que estava junto, Joaquin, e este começa a perseguir ela. Porém Daniela tem fotos de Lito e Hernando e certo dia seu celular é roubado por Joaquin e este ameaça mandar as fotos para a mídia, já que ninguém sabia de sua sexualidade. E Lito fica mais preocupado com a carreira do que com o resto, fazendo Hernando acabar com ele, mas depois eles voltam. Sua primeira conexão foi com Riley, onde eles trocaram de lugar, ele estava no set e ela indo ao apartamento do amigo. Ao longo da temporada, na minha concepção, mostram menos ele.

  • Curiosidades

montagem 2

Cada Sensate tem alguma coisa ligada ao futuro quando nasceu, por exemplo, Will nasceu dentro de um carro policial (alguma coisa ligada com policial, não lembro) e depois seguir a carreira de policial; Riley nasceu com sua mãe ouvindo seu marido tocar piano no telefone, e Riley seguiu o ramo da música; Wolfgang nasce dentro de uma piscina, e ele adora água e assim vai.
Um dos episódios mais legais é o “What’s Going On?” pois Riley coloca seus fones de ouvido na música e todos começam a cantar e dançar ou simplesmente ficar feliz com o fato, já que eles ouvem a música em sua cabeça. Wolfgang viu Kala cantando em casa, enquanto ele cantava num karaoke, até Sun estava cantando.

wolfgang e tdsUm dos episódios mais engraçados é um em que Nomi e Amanita estão fazendo sexo, Wolfgang está na piscina pelado, Lito e Hernando estão fazendo sexo também, e o resto não lembro, mas todos começam a sentir o prazer do outro, dai todos fazem um sexo imaginário juntos. Dai em quando Will vê Lito pela primeira vez, que é no último episódio ele pergunta quem é Lito, dai Lito fala: “Nós já fizemos sexo”, na minha cabeça foi engraçado.

E um dos episódios mais foda foi o último, no qual eu não vou contar porque é bem spoilerento e eu deixarei alguns curiosos com curiosidade: o grupo todo se ajuda para poder salvar Riley. Isso que tenho a declarar. Vão ver o episódio.

O que acharam? Eu amei a série e estou louca para a nova temporada, então espero que você abram o Netflix e vejam a série, cada episódio tem em média 50 minutos e você consegue terminar em 2 dias se quiser. Então vejam!

Um beijo, um queijo e um omelete para vocês.

Star Wars – The Force Awakens – Parte 2

Hi, Hallo, Oi, Ciao, Bonjour … Halo My Friends

o desperta da forca

Acabei praticamente de chegar em casa e não me contentei em não escrever um post sobre o que achei do filme. Aqui eu não vou contar muito a história e nem spoilers sobre o filme, um post com detalhes certinho irá ao ar até semana que vem, ou no dia do natal (como um presente), então não me tentarei a detalhes e spoilers, é só a minha experiência com o filme.

  • Review

Chewbacca and Han Solo in a still from the Star Wars: The ForcePassou os seguintes trailers: Guerra Civil, Warcraft, Deuses do Egito e Superman vs Batman, se não me engano tinha mais um, mas não me vem a mente. Dai aparece a logo da LUCASFILM todos vão a loucura, e a sala estava cheia, então todos em silêncio e daqui a pouco eu me questionei porque eu não tava vendo em 3D, dai perguntei para a namorada do meu primo que estava ao meu lado, dai o dela também não estava funcionando. Então eu comecei a ver e todos estavam vendo a mesma coisa, e o filme rolando, então um cara falou para limpar o óculos, muitos limparam a nada aconteceu. Dai começaram a gritar para parar o filme que o 3D não estava funcionando, depois de uns minutos (já tinha passado o letreiro e começado as primeiras cenas) e todos gritando, uma pessoa desceu e falou que não estava funcionando, eles ligaram as luzes e reiniciaram o filme. O 3D funcionou, mas as luzes não apagaram e então todos gritaram para desligar as luzes, então eles reiniciaram o filme de novo e desligaram as luzes, e então o começou de verdade.

Já de início é de matar a pessoa, eu já fiquei emocionada apenas com o STAR WARS aparecendo, e eu acho que se tivessem me filmado vendo o filme iria ser muito engraçado, pois eu tava quase rindo de mim mesma.

rey e bb-8Sobre o filme: J.J Abrams realmente soube fazer um filme que agradasse vários fãs de Star Wars, tanto os antigos quanto os novos. Claro que poremos ver que em algumas partes parece que a história se repete, mas não é exatamente isso. Continuando, o enredo do filme e a história foi muito fiel a um recomeço da história original, como assim? Bom, essa história, apesar de passar-se em 30 anos após “O Retorno de Jedi” dá para entender realmente o que pode ter acontecido, e pode ser uma desculpa para começar a ver Star Wars, pois essa nova trilogia promete. Quanto a escolha do elenco e tudo mais, tirando os originais, tudo ocorreu bem, a Daisy, o Finn e o Kylo, que são os novos destaques, adequaram-se bem a proposta do filme, e claro que muitos especularam certo, como eu.

Claro que algumas coisas – pequenas coisas – foi bola fora da Disney, porém acho que vai fazer mais sentido e adequação a nova trilogia. Afinal, é um grande peso em suas costas fazer uma continuação de um filme que virou clássico e é amado por muitos pelo mundo.

kylo renOs efeitos especiais ficaram bem diferentes do que é a “trilogia do meio (I, II, III)” e ficaram melhores, até pelo trailer dá para ver que capricharam bem nos efeitos. Falando em trailer, bem podemos dizer que o trailer não nos conta muita coisa do que realmente acontece no filme, não segue uma sequência lógica, então o trailer deixou aquele suspense para você achar que aconteceria isso e acontece o contrário, ou não.

Minha personagem nova favorita é a Rey e o BB-8, amei os dois, mas o senso de humor do Finn também é legal.

c-3poJ.J Abrams realmente foi além do que muitos esperavam e deixou um “Q” a mais no nosso coração, várias coisas ainda precisam ser explicadas. Mas os novos personagens atendem aos nossos pedidos, a ganharam seu espaço na saga. Saí do cinema em lágrimas e parecia um panda, já que tava com delineador, lápis e rímel, quando eu postar o vídeo no canal (sim eu to fazendo um canal no Youtube) vocês irão ver ainda as marcas de choro e emoção. Foi no final que eu desabei. Recomendo para todos que querem realmente ingressar na saga, e para os que já gostavam recomendo também ver novamente, pois a continuação é só em 2017, mas poderemos matar a saudade de Star Wars ano que vem com uma nova história.

Um beijo, um queijo e um refri para vocês.

May the Force be with you.